Supersalário de servidores públicos é mito, revela estudo

10/08/2023 08:10

Agência DIAP

  • Em julho, a Folha de S.Paulo repercutiu estudo elaborado pelo portal “República.org” sobre vários dados relativos ao funcionalismo público brasileiro. Um desses, são os salários pagos pelo Estado, cujo média recebida por 70% dos servidores varia entre R$ 3.400 e R$ 5 mil.

perfil servidor fsp

As informações, portanto, jogam por terra o mito de que os servidores públicos brasileiros são “marajás” e desfrutam de “supersalários”.

Leia também:
Diferenças de meios e fins dos setores púbicos e privados

Brasil tem menos servidores que EUA, Europa e países vizinhos

Segundo esse estudo — “República em Dados” — míseros 0,6% do funcionalismo recebe o chamado supersalário, tendo como referência os vencimentos acima do teto salarial de R$ 41.650, rendimento máximo de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Sobre esse estudo, o senador Jorge Kajuru (PSB-GO), em discurso no plenário do Senado, nesta quarta-feira (9), desfiou dados e informações. “Ele explicou que o instituto tabulou, com base em dados oficiais, a remuneração de servidores estatutários dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, contemplando quase 7 milhões de pessoas em todo o País”, está escrito em matéria na Agência Senado.

“O resultado é surpreendente. Metade dos servidores recebe cerca de R$ 3,4 mil por mês, menos de 3 salários mínimos, hoje, de R$ 1.320. Ampliando o espectro, 70% do total recebe, mensalmente, até R$ 5 mil por mês. Repito: 70% dos servidores estatutários ganham menos de R$ 5 mil mensais”, disse o senador.

O estudo e as informações contidas nesse levantamento são mais que oportunas, pois surgem quando o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) demonstra interesse em desengavetar a famigerada contrarreforma administrativa (PEC 32/20) do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), e ex-ministro da Economia, Paulo Guedes.

Sobre o portal e os dados do levantamento
“A República.org é um instituto que se dedica a melhorar a GPSP (Gestão de Pessoas no Setor Público). Por meio de filantropia apartidária, não corporativa, antirracista e pautada pelo fortalecimento da democracia brasileira, a República.org serve àqueles que servem aos cidadãos com serviços essenciais.”

“A plataforma ‘República em Dados’ reúne dados e análises que auxiliam na compreensão dos desafios que o Brasil enfrenta para melhorar a efetividade do serviço público por meio da gestão de pessoas.”