SINDIPOLO - CAMPANHA SALARIAL 2017

25/10/2017 08:18

Em reunião no dia 18, a ARLANXEO ofereceu 1,73% de reajuste salarial, que já foi rejeitada no RJ e em PE. Com as empresas OXITENO, INNOVA e BRASKEM, a reunião será na quarta-feira, dia 25.

 

No último dia 18 houve reunião com a ARLANXEO (Data Base setembro), quan­do a empresa apresentou proposta de 1,73% de reajus­te salarial escalonado, além de outros itens (veja no qua­dro ao lado).

Com as empresas com Data Base novembro (OXITE­NO, INNOVA e BRASKEM), a reunião de negociação será na quarta-feira, dia 25 de outubro.

Como esta será a segunda rodada da negociação deste ano, onde tratamos das cláusu­las econômicas, e as empresas já conhecem as reivindicações da categoria, a expectativa é que elas apresentem uma pro­posta que contemple o que vem sendo reivindicado e que possa ser levada à apreciação dos trabalhadores.

Lembramos que na Bahia, a proposta apresenta­da pelas empresas de 1,73% para DB Setembro e retirada de cláusulas do atual acordo coletivo, foi REJEITADA.

As negociações deste ano, pelo que está sinaliza­do aqui e em outras em nível nacional, vão exigir um for­te engajamento dos traba­lhadores e disposição para lutar em busca de reajustes salariais e outras questões importantes.

 

PRINCIPAIS ITENS DA NEGOCIAÇÃO

Reajuste salarial pelo INPC dos últimos 12 me­ses + 5% de aumento real (INPC fechou em 1,63%);

Reajuste para os auxílios e benefícios praticados pelas empresas pelo INPC acumulado nos últimos 12 meses + 5%;

Reajuste do piso salarial INPC + 5% aumento real;

Equalização do auxílio-educação dos trabalha­dores da Braskem.

 

 

NEGOCIAÇÃO COM A ARLANXEO

A empresa ofereceu proposta de reajuste de 1,73% para salários e benefícios, inclusive para o OMO (auxílio odonto­lógico, medicamentos e oftálmico). No entanto, este reajuste vem escalonado e é aplicado para salários até R$ 9.452,98. Acima deste valor, o reajuste é um valor fixo de R$ 163,54. A proposta é a mesma apresentada no Rio de Janeiro e Per­nambuco, onde já foi rejeitada.

Esta proposta ainda não atende os anseios dos trabalha­dores, até por que, alguns indicadores comprovam que a em­presa pode mais. Foi atingida 70% da meta de EBITDA para o ano já no primeiro semestre e há notícias de aumento na venda de veículos e na indústria de calçados.
 

NEGOCIAÇÃO COM A PLASC

Na semana passada tivemos reunião com a PLASC para tratar da negociação salarial. Durante o encontro foram tra­tados os principais pontos da pauta, como reajuste salarial de 8%, cartão-alimentação, forma e pagamento do adianta­mento de 50% do 13º salário, transporte e alimentação sem custo para os trabalhadores, entre outras questões.

A empresa ficou de analisar o que foi apresentado e, quando tiver uma nova posição, agendar outra reunião para apresentar uma proposta.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!