Águas fósseis são menos imunes à poluição do que se imaginava

10/11/2017 09:38
10 de novembro _guas f_sseis P_blico.png

Crédito: foto - Público

Águas fósseis são menos imunes à poluição do que se imaginava

Novo estudo sugere que até as águas fósseis que compõem parte do volume dos lençóis freáticos podem ser contaminadas pela ação humana

Um estudo publicado pela revista Nature Geoscience indica que até as chamadas águas fósseis podem ser contaminadas pela ação humana. Como as águas fósseis são volumes armazenados há milhares de anos nas profundezas da crosta terrestre, se supunha que elas estavam protegidas das impurezas da civilização. “[Em última instância], contaminantes contemporâneos podem vir a chegar até às águas fósseis”, diz o documento apresentado pelos pesquisadores. “E os riscos para a qualidade da água nessas condições devem ser avaliados”.

A contaminação das águas fósseis pode ter consequências diretas na qualidade da água consumida por seres humanos. Atualmente, estima-se que exista 100 vezes mais água doce armazenada em lençóis freáticos – abastecidos, em parte, por águas fósseis – pelo mundo do que na superfície terrestre na forma de rios, lagos e outros corpos de água. E cerca de um terço de toda a água consumida por seres humanos vem direta ou indiretamente de fontes que contêm alguma proporção de água minada de lençóis freáticos. Fecha-se o ciclo: a poluição humana das águas fósseis volta, pelos lençóis freáticos, para contaminar o recurso consumido pelos mesmos seres humanos que a poluíram.

Para chegar às conclusões apontadas pelo estudo, os cientistas envolvidos na empreitada reuniram e analisaram amostras de água de 6.455 poços artesianos espalhados pelo mundo operando em profundidades que variavam entre 250 metros e um quilômetro. Eles então buscaram, nessas águas coletadas, concentrações mais altas que a média de trítio, um isótopo do hidrogênio. Sabe-se que explosões nucleares são alguns dos poucos fenômenos capazes de criar esse desequilíbrio e essa concentração mais alta foi o marcador usado pelos cientistas para identificar que houve, por meio da recarga dos lençóis freáticos, contaminação das águas fósseis, antes tidas como imune a esses processos. (com informações da Nature Geoscience)


PARTICIPE DO FÓRUM ALTERNATIVO MUNDIAL DA ÁGUA – FAMA 2018

O FAMA 2018 – Fórum Alternativo Mundial da Água – será realizado em março do próximo ano, em Brasília. Será um grande encontro com o objetivo de unificar internacionalmente a luta contra a tentativa das grandes corporações de se apropriarem de reservas e fontes naturais de água e de outros serviços públicos. O  FAMA se organiza em contraposição ao Fórum das Corporações – autodenominado 8º Fórum Mundial da Água.

. Leia o Manifesto do FAMA e o Chamamento aos Povos
. Participe com suas ideias para a construção do FAMA
. Acompanhe Agenda de eventos e atividades

. Conheça aqui as entidades que integram a Coordenação Nacional do FAMA


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!